marcação

Qualidade e Segurança do Paciente

Assistência Segura e Serviços de Qualidade

Uma das nossas premissas é promover a segurança na assistência e qualidade dos serviços. Para isso, desenvolvemos o comitê da Qualidade que atua em prol de melhorias, tendo como objetivo ampliar o desempenho de indicadores de satisfação dos nossos clientes e gerenciamento de riscos.

Comissão e Comitê da Qualidade

Formados por profissionais da área da área assistencial e administrativa, a Comissão e o Comitê da Qualidade do Hospital Paulistano tem como objetivo analisar os pontos passíveis de melhoria e disseminar as ações entre os colaboradores do hospital.

Instituto de Ensino e Pesquisa – IEP

Os profissionais do Instituto de Ensino e Pesquisa realizam treinamentos mensais voltados para os colaboradores, visando a educação e a qualificação de toda a equipe.

Planos Institucionais

A instituição elaborou planos institucionais para facilitar a definição de metas e o acompanhamento das ações visando a qualidade e segurança de nossos serviços:

  • Plano MMU -"Gerenciamento e Uso de Medicamentos";
  • Plano de Segurança e Proteção;
  • Plano de Gerenciamento dos Sistemas de Infraestrutura;
  • Plano de Gerenciamento de Risco do Ambiente -Rádio Proteção;
  • Plano de Gerenciamento de Risco do Ambiente –Biossegurança;
  • Plano de Gerenciamento de Riscos do Ambiente -Produtos Perigosos;
  • Plano de Segurança Contra Incêndio e Antitabagismo;
  • Plano de Gerenciamento de Riscos do ambiente –Resíduos;
  • Plano de Gerenciamento de Equipamentos Biomédicos;
  • Plano Emergência Interna e Externa -Atendimento à Múltiplas Vítimas; Catástrofe, Desastre e Epidemia
  • Plano do SCIH;
  • Plano da Qualidade e Segurança do Paciente;
  • Plano da Comunicação e Informação;
  • Plano de Programa de Cuidado Clinico Continuado -Cuidados Paliativos.

Indicadores

A Comissão da Qualidade acompanha mensalmente indicadores assistenciais e indicadores administrativos.

Alguns dos indicadores assistenciais
  • Índice de perda de sonda nasoenteral;
  • Índice de flebite em pacientes internados;
  • Incidência de lesão por pressão desenvolvida no hospital;
  • Taxa de reações transfusionais;
  • Percentual de pacientes com melhora do escore de dor (Programa de Cuidados Paliativos);
  • Taxa de reintubação não programada em prazo ≤ 48horas em pacientes internados em UTIs Adulto;
  • Taxa de complicação pós-procedimento angiográfico;
  • Proporção de erros potenciais (quase erro) relacionados a medicamentos;
  • Taxa de infecção de sítio cirúrgico (ISC) em cirurgias limpas;
  • Taxa de mortalidade hospitalar;
  • Incidência de infecção hospitalar.
Alguns dos Indicadores Administrativos
  • Satisfação de pacientes e familiares;
  • Taxa de conformidade segundo itens no preenchimento de prontuários de pacientes internados;
  • Número de acidente de trabalho típico;
  • Percentual total de resíduos gerados que são reciclados.

Gerenciamento de Riscos

Além dos indicadores, o Comitê também acompanha mensalmente o gerenciamento de riscos. Riscos gerenciados são os riscos definidos institucionalmente para serem acompanhados devido ao seu potencial para causar danos ao paciente ou a probabilidade de que a ocorrência seja alta pela recorrência de execução da atividade. Mensalmente, dois fóruns de discussão de riscos estruturados (Comitê de Risco Clínico e não Clínico) se reúnem para discussão dos eventos com sugestões de planos de melhoria.

Eventos Clínicos Gerenciados
  • Erro de Medicação;
  • Lesão por Pressão;
  • Flebite;
  • Queda;
  • Broncoaspiração;
  • Perda de Cateter;
  • Perda de Sonda;
  • Extubação Acidental;
  • Quase falha relacionada à Meta 1 (Identificação do Paciente);
  • Quase falha relacionada à lista de verificação cirúrgica (check-in, time-out e check-out);
  • Adesão aos critérios de alta da Recuperação Anestésica;
  • Incidentes com dano durante a sedação;
  • Incidentes relacionados com os marcadores de AVC, TEV, Sepse e Dor torácica;
  • Incidentes com o atendimento do Time de Resposta Rápida;
  • Extravasamento de Quimioterápico e Contraste;
  • Infecções associadas a cuidados médicos e surtos de doenças infecciosas;
  • Evasões;
  • Suspeita de reação transfusional.
Eventos Não Clínicos Gerenciados
  • Circunstâcia relacionada a Resíduos;
  • Acidente de trabalho Típico;
  • Incidente com material perigoso;
  • Circunstâncias relacionada a obras;
  • Incidentes com Utilitários;
  • Incidentes relacionados à segurança patrimonial e pessoal;
  • Princípio de incêndio;
  • Incidentes com equipamento de suporte avançado de vida na execução do atendimento.

Campanha de Higienização das Mãos

O Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) realiza periodicamente a Campanha de Higienização das mãos com a participação de todos os colaboradores. Todos os anos, a campanha é realizada com treinamentos práticos e teóricos in loco.

Uso de Álcool em Gel

A instituição coloca à disposição dos colaboradores, clientes e visitantes, dispensadores de álcool em gel em todos os leitos, com intuito de disseminar a cultura de higienização de mãos e reduzir a taxa de infecção hospitalar.

CENTRAL DE CONTEÚDO GRUPO AMERICAS

Informação é mais saúde